Servidor público concursado sim, com muito orgulho! Fora Bolsonaro, Mourão, Paulo Guedes e cia.

Olha a canalhice do ministro da destruição econômica Paulo Guedes!!!

Segundo o jornal O Estado de São Paulo, em matéria publicada neste dia 05 de novembro (LEIA AQUI)   o governo Bolsonaro está apresentando um projeto para acabar com o direito de estabilidade dos servidores públicos, querendo também impedir o direito constitucional de filiação partidária e manifestação política de servidores públicos, o que é uma proposta claramente persecutória, fascistóide e ilegal – tudo isso no mesmo dia em que o autoritário e paranóico Bolsonaro, em entrevista, afirmou que nunca houve governo mais democrático que o dele. Ainda segundo o jornal,

Screenshot_20191105-185329_Facebook

Sou servidor público concursado! Tenho orgulho do meu trabalho e o faço com a maior dedicação, trato crianças, famílias e colegas com a educação que desejo que me tratem. Viro noites quando precisa para agilizar as ações, levo serviço para casa e, se colocar na ponta do lápis, trabalho bem mais de 40h semanais.

O salário que recebo não chega aos pés do tamanho da responsabilidade que tenho, dadas as minhas atribuições e as competências exigidas, e que são necessárias.

Não, ministro de um governo vira-lata! Ser servidor público concursado não faz a mim, nem a nenhum servidor público concursado, um chutador de pessoas, um maltratante. A autoridade que tenho em meu cargo não foi conferida por nenhum político em governo provisório como é o seu caso. A autoridade que tenho vem da competência, do compromisso e da relação de confiança que construí e construo no cotidiano do meu trabalho, nas relações que tenho com colegas e com os munícipes! Mais que uma autoridade formal, é uma autoridade moral – coisa que sem dúvida lhe falta, Paulo Guedes!

É justamente por posicionamentos rastejantes como o seu e de seu governo lesa-trabalhadores, governo de desmonte dos direitos sociais e trabalhistas, de desmonte dos serviços públicos dos quais dependem a classe trabalhadora e a população mais pobre… É justamente por conta de políticos como os que estão aí neste governo que cheira à podridão e à morte, que a estabilidade do servidor público se faz necessária, porque serviço público deve ser política de ESTADO e não de governo.

É para garantir a continuidade dos serviços públicos que existe a estabilidade do servidor público, pois os serviços públicos não podem ficar à mercê de políticos estelionatários que governam para os grandes empresários que os financiaram e ao chegar ao poder tentam destruir o que foi construído só porque não foi construído por si mesmo e, quando perdem eleições, tentam deixar um terreno de chão devastado para o sucessor.

Marcelo Siqueira

#forapauloguedes
#forabolsonaroemourao