Só a mobilização da categoria pode acabar com as armações ilimitadas da chapa da CUT

20151023_022035000_iosIMPORTANTE VITÓRIA DA CATEGORIA: A DESTITUIÇÃO DE CHAGAS E SUA TURMA

Após conduzir três eleições cometendo todo tipo de manobras, truculências e não respeitar a decisão soberana do funcionalismo que elegeu a CHAPA 2, Chagas e sua turma foram DESTITUÍDOS da direção do sindicato. Segundo o juiz que botou para fora a diretoria golpista,  mesmo que ainda não haja prova cabal nos autos para demonstrar que as fraudes verificadas no 3º pleito tiveram origem na Chapa 1, há prova bastante de que as nulidades havidas nos pleitos anteriores foram causadas por condutas praticadas pela atual diretoria“.

A turma de Chagas/CUT foi a responsável pelos nomes falsos (votos fantasmas!) na lista de eleitores da primeira eleição e pelo sumiço da urna 22 na segunda eleição. Apesar disso, teve a cara de pau de nos acusar dos atos que ela mesma praticou, respondeu processo por calúnia e difamação feitas contra servidor público durante a segunda eleição e segue sob investigação em relação às fraudes cometidas com RGs falsos na terceira eleição!

AS FALCATRUAS PODEM SER AINDA PIORES

A situação é tão escandalosa que o processo movido pelo Ministério Público do Trabalho contra a diretoria destituída está estimado em 2 MILHÕES DE REAIS!!! Isso porque existem denúncias e delações gravíssimas envolvendo não apenas fraudes eleitorais, como também crimes contra o patrimônio do sindicato, desvios, irregularidades com precatórios e enriquecimento ilícito.

Em se comprovando tais denúncias, estaremos diante de uma “Lava a Jato” do movimento sindical, ficando claros os motivos de as assembleias de prestação de contas serem costumeiramente feitas na calada da noite, sem ampla divulgação; ficaria explicado também os motivos de tantas manobras e fraudes no processo eleitoral.

AS “ARMAÇÕES ILIMITADAS” DA TURMA DE CHAGAS/CUT SEGUEM A TODO VAPOR

Desgastado, Chagas desistiu de concorrer como candidato a presidente e ficou na suplência da diretoria executiva. Puro jogo de cena!!! Essa é mais uma manobra para continuar controlando o sindicato nos bastidores e voltar a encabeçar a diretoria mais à frente! Com sua turma de destituídos, segue concorrendo à reeleição com o apoio do governo Marinho/PT e de grupos políticos que querem fazer do sindicato uma ferramenta permanente de terceiro turno das eleições para prefeito.

A Junta Governativa, que tem entre seus membros gente que foi da comissão eleitoral conivente na anulação ilegal da primeira eleição e tem como “presidente” uma pessoa que ocupou cargo de confiança no governo Marinho, convocou eleição para APENAS UM DIA (8 de dezembro), com 10 urnas fixas a funcionar das 8h às 18h! Isso sem contar terem passado por cima do estatuto do sindicato para elegerem uma comissão eleitoral sob controle da chapa 1…

O esquema montado dificulta que os funcionários da ativa votem, pois estão em horário de trabalho e a distância até os locais das urnas inviabiliza a livre participação. Profissionais da educação, da saúde e guardas civis, que muitas vezes cumprem dois, três turnos de trabalho terão de assumir atrasos e eventuais descontos para exercerem um direito básico que está sendo novamente obstruído em prol da turma de Chagas/CUT.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s