Sabão e espelho não fazem mal a ninguém

Não está sendo fácil ser alvo de calúnias e difamações feitas por pessoas que para se manter no aparato e continuar servindo aos interesses do governo do qual fazem parte, inventam mentiras  tentando depreciar a imagem profissional de um servidor que, em última instância, é colega de trabalho delas.

Ora, é assim, enganando os trabalhadores com calúnias a respeito dos adversários que elas querem continuar na direção do sindicato?

No fundo, no fundo tenho pena dessas pessoas, porque encenam um triste papel que só expõe ainda mais o lamaçal no qual se meteram, e fica claro que por trás de atitudes destrambelhadas e desesperadas há um pavor em deixar de ser direção. E pelas informações que chegam há motivos mesmo para que se desesperem…

Neste turbilhão todo, o que me faz prosseguir ainda mais tranquilo é ter a consciência de que estamos fazendo a disputa apresentando as críticas e as propostas mantendo a dignidade, sem nos rebaixar a esse vale-tudo que ao final das contas revela mais a respeito de quem o pratica do que de quem é alvo dele.

Independente do resultado da eleição (o qual estou confiante de que reafirmará o desejo de mudança da nossa categoria efetivado na primeira eleição e usurpado pelos golpistas tanto na primeira como na segunda), continuarei olhando olho no olho das pessoas com a certeza de que não ludibriamos ninguém, não abusamos da boa-fé das pessoas, não distorcemos fatos nem caluniamos colegas de trabalho, afinal, como diz o ditado, responder à ofensa com ofensa é o mesmo que lavar a alma com lama.

Não fazemos nada disso porque não é do nosso feitio, não é do nosso caráter, e porque nos propomos a ser representantes destas pessoas também, gostemos ou não delas, concordemos ou não com suas posições políticas e seus desvios de caráter. À frente da direção do sindicato, as representaremos com a mesma isenção e empenho que nos propomos a representar todos os servidores, sem distinção, e elas (com a gentileza de antes lavarem suas bocas sujas com sabão, ou de se olharem no espelho antes de nos acusarem daquilo que elas mesmas fazem)  terão a liberdade que nos tiraram de expressar suas opiniões na rede social do sindicato.

O que também me deixa tranquilo é ter a consciência limpa, pois a despeito das mentiras e das calúnias feitas incessantemente por alguns membros da chapa marinheira (e que são levianamente reproduzidas por pessoas que talvez por ingenuidade acabam acreditando), quem trabalhou ou trabalha comigo sabe bem do cuidado e respeito que tenho com os colegas de trabalho, independente de cargo, função, idade, gênero, raça, religião ou opção política…

Incomoda sim – e muito – as mentiras que propagam, mas não me tiram o sono nem me animam a respondê-las uma por uma. Primeiro porque não tenho tempo nem energia a perder com falácias e picuinhas; segundo porque as pessoas precisam colocar em prática a capacidade de discernimento e a consciência crítica,  atitudes estas que não podem nunca sair de moda, mesmo que certas figuras – saudosas dos tempos sombrios – gostariam que nem existissem.

A CHAPA 2 tem um projeto de sindicato a ser construído junto com os servidores, e tem programa, propostas e princípios para que o nosso sindicato deixe de ser um braço dos governos de plantão e sirva aos interesses da categoria. NENHUM DIREITO A MENOS, NENHUM TRABALHADOR FORA! Este é o foco! E é com este espírito de mudança que continuamos firmes na luta!

Marcelo Siqueira

CHAPA 2 – OPOSIÇÃO UNIFICADA

Uma consideração sobre “Sabão e espelho não fazem mal a ninguém”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s