Marinho cria obstáculos para os servidores votarem

O governo Marinho anunciou que não liberará os servidores para votarem nas eleições do Sindserv. Com isso, cerceia o direito ao exercício democrático de voto – nem todas as urnas funcionarão das 7h às 20h e, sem a liberação, muitos servidores que trabalham entre 07h e 18h não conseguirão se deslocar a tempo para votarem em outras urnas.

A não liberação para a votação é uma medida autoritária, incoerente e que joga a favor da chapa 1 (encabeçada por seu correligionário de partido e apoiada pela CUT) que nas duas eleições anteriores dificultou a coleta de votos nos locais de maioria da oposição e moveu toda uma frota de carros para buscar seus eleitores.

UM PESO, DUAS MEDIDAS.

Quando é de seu interesse que os servidores participem, o governo libera a saída!

Nas eleições do IMASF, ocorridas em novembro passado, Marinho autorizou a liberação dos servidores.

Outro fato: no dia da votação do Plano Municipal da Educação, encaminhou rede às unidades indicando que a comunidade escolar se mobilizasse para participar da plenária que estava acontecendo naquele momento!

No Paço Municipal, em que a Rede Fácil atende até às 19h, o governo autorizou que a urna permaneça somente até as 17h30, dizendo que após esse horário seria necessário dispor de pessoal com pagamento de horas extras!

É bom lembrar que na primeira eleição a CHAPA 2 obteve a maioria dos votos na urna que circulou pelo Paço; na segunda eleição, a urna do Paço que deveria permanecer até às 20h foi fechada por volta das 17h, e a urna furtada do local de apuração foi justamente a que permaneceu no Paço! Coincidência?

A limitação dos horários de funcionamento das urnas e a não liberação dos eleitores é um evidente jogo de cartas marcadas em favor da chapa governista, para dificultar que os servidores votem pela mudança! Mas não só isso: acima de tudo prejudica o próprio direito de voto. Trata-se de um golpe contra a democracia!

GARANTIR O DIREITO AO VOTO

O direito ao voto é um direito fundamental do ser humano. Tão importante que até mesmo nas eleições do sindicato de origem do Marinho – o Sindicato dos Metalúrgicos – as empresas possibilitam que os funcionários se organizem em horário de serviço para elegerem seus representantes.

Fazemos um chamado à coerência por parte daqueles que dizem defender a democracia: é preciso garantir que todas as urnas permaneçam em funcionamento até às 20h e é preciso garantir a liberação dos eleitores para votarem em horário de serviço. Os servidores, comprometidos e solidários que são, saberão se organizar para possibilitar aos colegas eleitores a efetivação do direito ao voto e o bom andamento dos serviços!

Conclamamos os trabalhadores que votem pela terceira e definitiva vez. Não se deixem intimidar pelas pressões, nem se deixem enganar pelas mentiras e calúnias da chapa governista. Juntos, vamos retomar o Sindserv para as mãos dos servidores!

CHAPA 2 – OPOSIÇÃO UNIFICADA

https://oposicaounificadachapa2.wordpress.com/

oposicaounificada.sbc@gmail.com

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s