Nota da CHAPA 2: Cancelamento da terceira eleição do Sindserv

A CHAPA 2 vem a público manifestar total apoio às medidas adotadas pelo Ministério Público do Trabalho diante dos gravíssimos fatos que macularam o terceiro processo eleitoral.

Lamentamos que novamente os servidores públicos de São Bernardo do Campo sejam colocados em tal situação que acrescenta ainda mais descrédito à nossa entidade sindical e fragiliza a luta dos trabalhadores pelos seus direitos.

Conforme consta em ATA DE REUNIÃO DA COMISSÃO DE ARBITTRAGEM (18.08.2016) do Ministério Público do Trabalho (MPT), durante o primeiro dia da votação ocorreram diversas situações que prejudicaram a coleta de votos. Continuar lendo Nota da CHAPA 2: Cancelamento da terceira eleição do Sindserv

Sobre as eleições do Sindserv SBC

Há exatamente um ano iniciou-se essa batalha que se tornou uma jornada estressante e por muitas vezes dolorosa.

Vejo pessoas dizerem que estão cansadas, e me pergunto se nós, que estamos na linha de frente desta luta, também não temos o direito de nos cansar, de jogar a toalha como alguns dizem querer jogar.  Continuar lendo Sobre as eleições do Sindserv SBC

Não se deixe enganar! Saiba a verdade sobre a 2240

Durante sua campanha, a chapa um divulgou ter ganhado na justiça ação a respeito da Lei 2240, que trata da progressão dos funcionários. Lamentavelmente, como tem sido de costume, a propaganda feita pela chapa governista induz os funcionários a acreditarem em inverdades. Vamos aos fatos! Continuar lendo Não se deixe enganar! Saiba a verdade sobre a 2240

Denúncia! Privilégios do governo para a chapa um

Na sexta-feira, tivemos informações extraoficiais de que os membros da CHAPA 1 ESTARIAM LIBERADOS PELO GOVERNO para fazer campanha nesta segunda e terça-feira, 15 e 16 de agosto. Aguardamos até a data de hoje para verificar a veracidade da informação, haja vista que O MESMO DIREITO NÃO FOI GARANTIDO À CHAPA 2.

Conforme apurado, a liberação dos membros da chapa 1 de fato ocorreu, mediante ofício expedido em nome do Sindserv. O mais grave é que apesar da eleição encerrar na quinta-feira, a liberação foi concedida até a sexta-feira. Continuar lendo Denúncia! Privilégios do governo para a chapa um

CHAPA 2: Propostas para devolver o sindicato aos servidores

Lutaremos por…

DIREITO À MELHORIA DAS CONDIÇÕES ECONÔMICAS E DE TRABALHO

 Abono na aposentadoria compensatório para o fundo de garantia;

  • Adicional noturno após as 18h;
  • Aposentadoria especial por periculosidade para GCMs e demais profissionais que exercem atividade de risco;
  • Concurso de acesso para os cargos de gestão e chefias;
  • Concurso público para recomposição do quadro de funcionários;
  • Contra o cargo largo, as funções gratificadas e cargos comissionados com altos salários;
  • Contra o desrespeito à Lei do Piso, efetivado pela administração ao determinar que professores em horário de HTP substituam ausências;
  • Contra o desvio de função e a sobrecarga de trabalho;
  • Efetivação da aposentadoria especial para todos os profissionais do quadro do magistério;
  • Elevação do piso salarial do funcionalismo;
  • Equiparação salarial efetiva, com estabelecimento de mecanismo que garanta a manutenção da equiparação;
  • Fim da terceirização e pelo reaproveitamento do quadro de profissionais terceirizados por meio de concurso que valorize o tempo de serviço prestado ao município de SBC;
  • Gratificação por insalubridade aos servidores que atuam em serviços mental e fisicamente desgastantes;
  • Gratificação por local de exercício para TODOS os servidores que atuam em áreas distantes do centro e em áreas de risco;
  • Implementação de programa de incentivo à dedicação exclusiva;
  • Implementação do PCCS-SUS;
  • Inclusão de todos os trabalhadores nos acordos coletivos;
  • Isonomia de direitos entre celetistas, estatutários e terceirizados;
  • Programa de recuperação das perdas salariais e reposição do poder aquisitivo dos servidores públicos; contra a PLP 257/2016!
  • Programa de reestruturação dos próprios públicos e reposição de instrumentos de trabalho (ferramentas, mobiliários, equipamentos de proteção individual, automóveis, materiais etc) que garanta com equidade condições dignas e saudáveis de trabalho para todos os servidores e de atendimento aos munícipes!
  • Quantidade adequada de profissionais em cada local de trabalho;
  • Reajuste anual dos vencimentos;
  • Redução da jornada de trabalho para os profissionais da saúde, auxiliares em educação e demais trabalhadores;
  • Regulamentação das horas-extras;
  • Regulamentação para cumprimento e fruição de banco de horas;
  • Respeito à composição da jornada de trabalho dos servidores;
  • Retomada da proposta de estatuto dos profissionais da educação construída pelos trabalhadores, adequando-os às necessidades atuais e novas demandas;
  • Revisão do acordo coletivo de 2015, buscando a inclusão dos cerca de 200 aposentados que foram esquecidos pela atual direção;
  • Revisão do estatuto da GCM;
  • Transporte gratuito, ou reembolso no valor equivalente ao que é gasto, ao servidor que em função do serviço tenha de se locomover de sua unidade de lotação;
  • Vale-transporte integral e vale alimentação a todos os servidores, com revisão de valores.

Continuar lendo CHAPA 2: Propostas para devolver o sindicato aos servidores

A greve de 2015 e os acordos de gabinete

“NEGOCIAÇÃO”…

A negociação realizada pela direção/chapa um trouxe grandes prejuízos aos servidores públicos: ficamos sem aumento real e sem reposição da inflação em 2015 e cerca de 200 aposentados foram excluídos do acordo coletivo, perdendo até mesmo o direito ao abono de Natal que sempre tiveram.

No meio da greve a pauta de reivindicação foi simplesmente descartada pela direção sem qualquer consulta aos trabalhadores. O reajuste efetuado em 2016 – fruto da pressão realizada pelos servidores grevistas – não cobriu as perdas salariais acumuladas em anos sem aumento real; o poder de compra dos servidores diminui a cada dia, consumido pela inflação, pelos altos impostos e pelas altas tarifas de água, luz e transporte. Continuar lendo A greve de 2015 e os acordos de gabinete

Sabão e espelho não fazem mal a ninguém

Não está sendo fácil ser alvo de calúnias e difamações feitas por pessoas que para se manter no aparato e continuar servindo aos interesses do governo do qual fazem parte, inventam mentiras  tentando depreciar a imagem profissional de um servidor que, em última instância, é colega de trabalho delas.

Ora, é assim, enganando os trabalhadores com calúnias a respeito dos adversários que elas querem continuar na direção do sindicato? Continuar lendo Sabão e espelho não fazem mal a ninguém

Prezado (a) servidor (a) aposentando (a),

Reforçando nosso compromisso com a verdade e com todos os servidores, humildemente nos dirigimos a vocês para apresentar a verdade dos fatos.

Em primeiro lugar, nas eleições do sindicato NÃO há somente uma chapa. Nós, da CHAPA 2, assim como vocês, queremos que o Sindserv não tenha rabo preso com partidos e governos, como a atual direção/chapa 1 tem com  Marinho/PT.

A CHAPA 2OPOSIÇÃO UNIFICADA é formada por lutadores de todas as secretarias, inclusive aposentados que estão há muito tempo na luta pela melhoria da representação sindical, das condições de vida, direitos e benefícios de todos. Continuar lendo Prezado (a) servidor (a) aposentando (a),

Marinho cria obstáculos para os servidores votarem

O governo Marinho anunciou que não liberará os servidores para votarem nas eleições do Sindserv. Com isso, cerceia o direito ao exercício democrático de voto – nem todas as urnas funcionarão das 7h às 20h e, sem a liberação, muitos servidores que trabalham entre 07h e 18h não conseguirão se deslocar a tempo para votarem em outras urnas.

A não liberação para a votação é uma medida autoritária, incoerente e que joga a favor da chapa 1 (encabeçada por seu correligionário de partido e apoiada pela CUT) que nas duas eleições anteriores dificultou a coleta de votos nos locais de maioria da oposição e moveu toda uma frota de carros para buscar seus eleitores. Continuar lendo Marinho cria obstáculos para os servidores votarem