Vem aí a terceira eleição do Sindserv!

image

Atendendo convocação do Ministério Público do Trabalho (MPT), nesta segunda-feira, 25 de abril, representantes da OPOSIÇÃO UNIFICADA, que concorreu como CHAPA 2, participaram de reunião sobre as novas eleições do Sindserv. A chapa 1, que teve sua posse anulada e continua desobedecendo a decisão judicial, se recusou a comparecer, mas mandou dois advogados que declararam não possuir poderes de decisão.

Segundo os representantes do MPT, o objetivo da reunião era buscar consenso numa proposta de organização da nova eleição que garanta um processo que desta vez seja democrático, transparente e honesto, para que finalmente a decisão verdadeira da categoria seja respeitada:

1. Composição de comissão eleitoral paritária;
2. Eleição com urnas eletrônicas do próprio MPT, para evitar duplicidade de votos e garantir que não haja manipulação de resultados;
3. Votação em um dia, com urnas fixas em ponto central da cidade, com horário estendido entre 06h e 22h;
4. Obrigatoriedade de apresentação de documento oficial com foto, para impedir a ocorrência de votos fantasmas.

A OPOSIÇÃO UNIFICADA desde o inicio tem denunciado as manobras da chapa governista, que abusa da super concentração de poderes para tentar se manter na direção do sindicato, por isso, buscamos a mediação e a participação do MPT desde o primeiro pleito e entendemos que as medidas sugeridas pelo Ministério Público do Trabalho são necessárias para que golpes, trapaças e fraudes não ocorram novamente.

Queremos eleições limpas, democráticas, transparentes e com condições iguais de disputa!

A chapa governista, que não apenas omitiu como também mentiu para os trabalhadores a respeito da anulação da eleição e de sua posse, entrou na justiça para impedir novas eleições e se manter ilegitimamente no sindicato. Porém, mais uma vez perdeu, pois a justiça reafirmou a anulação da eleição e da posse da chapa governista e mandou que sejam feitas as novas eleições.

PELAS falas dos advogados do sindicato ficou evidente que a chapa governista pretende repetir o processo arbitrário e autoritário das eleições anteriores e o Ministério Público do Trabalho foi categórico ao afirmar que tomará todas as medidas para ocorrer eleicoes limpas, democráticas e transparentes.

A OPOSIÇÃO UNIFICADA conclama que todos os servidores públicos permaneçam alertas e dispostos a enfrentar as etapas do novo processo eleitoral.

Juntos, vamos construir um sindicato para todos os servidores, combativo, independente de partidos, governos e centrais sindicais pelegas e governistas.

OPOSIÇÃO UNIFICADA DOS SERVIDORES PÚBLICOS DE SÃO BERNARDO DO CAMPO

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s