Sobre golpes e tapetões: o atualíssimo “A implosão da mentira”.

 

NOTA DA PEDRA LASCADA: Àqueles que tentam impor um golpe contra os servidores públicos por meio de um tapetão grosseiro, permeando calúnias, mentiras e distorções para semear vento, segue o atualíssimo fragmento de um famoso poema de Affonso Romana de Sant’Anna.

Ps: nunca é demais lembrar que, como diz o ditado, quem semeia vento colhe tempestade. 

 

A Implosão da Mentira
(ou o episódio do Riocentro-fragmentos)

Fragmento 1.

Mentiram-me. Mentiram-me ontem
e hoje mentem novamente. Mentem
de corpo e alma, completamente.
E mentem de maneira tão pungente
que acho que mentem sinceramente.

Mentem, sobretudo, impune/mente.
Não mentem tristes. Alegremente
mentem. Mentem tão nacional/mente
que acham que mentindo história afora
vão enganar a morte eterna/mente.

Mentem. Mentem e calam. Mas suas frases
falam. E desfilam de tal modo nuas
que mesmo um cego pode ver
a verdade em trapos pelas ruas.

Sei que a verdade é difícil
e para alguns é cara e escura.
Mas não se chega à verdade
pela mentira, nem à democracia
pela ditadura.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s