Sobre as mentiras que eles contam (e as verdades que tentam esconder)

Não sou obrigado. Sou? 
Meu perfil no face é privado, embora meus compartilhamentos sejam públicos, pois sou responsável por aquilo que escrevo. 

O perfil do Sindserv é de caráter público, e mesmo sendo sócio há mais de 16 anos, permaneço bloqueado para comentar nele, sendo impossibilitado de responder aos costumeiros achincalhes que os marinheiros reproduzem. 

Certa pessoa, que estava na minha lista, se queixou que a bloqueei, no entanto tb já no perfil dela bem antes eu estava bloqueado para fazer comentários e me defender das suas difamações. 

Outro cidadão, que gosta de posar de bom moço, mas nada tem de moço nem muito menos de bom, estes dias ficou indignado porque respondi em um grupo fechado do face a algumas calúnias que ele insistia em reproduzir – a indignação dele era de que eu, por não pertencer ao seu segmento, teria ferido as regras do grupo (!). Este mesmo cidadão se manifestou publicamente chocado com uma matéria tendeciosa publicada por uma mídia reconhecidamente ligada à CUT, mas sequer esboçou a mesma “indignação” quanto aos aposentados serem agredidos verbalmente por capangas do governo, que costumam ser contratados tb pela direção do sindicato em atos e assembleias para tentar intimidar os servidores. Aliás, o cidadão não mostrou a mesma indignação com a agressão sofrida por todos os servidores com a imposição do projeto marinheiro que acabou com o IMASF.

A chapa governista, que mudou o estatuto do sindicato na calada da noite e recolheu assinaturas até de quem não era filiado, proibiu filiados de participarem da assembleia da comissão eleitoral; essa mesma chapa, que acusa a oposição de ter apoio de pessoas que defenderam a proposta do governo para o estatuto da educação, omite que sua chapa é integrada por lideranças que estiveram na linha de frente da defesa do projeto marinheiro colhendo assinaturas de um abaixo assinado de forma assediosa para fazer impor a vontade do governo… A chapa em questão, que dirige o sindicato, fomentou e fomenta a divisão entre os servidores, favorecendo assim os golpes do governo contra os trabalhadores. 

Diante de calúnias reproduzidas em redes sociais e panfletos escritos, quando questiono as pessoas cujas fotos estão no panfleto se elas concordam com as calúnias, uma vez que as subscrevem ainda que indiretamente como apoiadoras, elas ficam indignadas com a minha pergunta e exigem respeito. 

E nós é que somos sectários? 

Não vou ficar respondendo calúnias para não dar mais ibope ao jogo sujo da chapa marinheira , mas não sou obrigado a manter na minha timeline nem nos grupos que administro no WhatsApp comentários e pessoas que ferem a dignidade pessoal de ninguém, muito menos a minha. 

Aceito o debate crítico, mas não ficarei inerte diante de condutas de moral duvidosa. 

E continuo na certeza de que seja qual for o resultado da votação da eleição do Sindserv, a Oposição Unificada é uma grande vitoriosa pois não se deixou abater nem entrou no jogo sujo da calúnia e de práticas antissindicais.

CHAPA 2 – OPOSIÇÃO UNIFICADA: porque um sindicato plural e democrático se constrói na conduta ética,sem fugir ao debate crítico e sempre mantendo o respeito mesmo com aqueles com quem divergimos. 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s