A greve continua!


20150520_130814129_iOS

A GREVE CONTINUA!!! MARINHO, A CULPA É SUA!

Passaram-se quase três meses de nossa data-base e o governo Marinho continua se recusando a apresentar sua contraproposta para iniciar as negociações da campanha salarial. Mesmo após a ampla e crescente greve, que em seu oitavo dia levou às ruas cerca de 8 mil servidores, o apadrinhado político de Lula condicionou a apresentação de uma proposta ao fim da greve que ele diz não existir, do mesmo modo que o governo Alckmin não reconhece a greve dos professores do Estado. O ex-sindicalista, que tem um dos maiores salários do Brasil, parece não entender que os servidores públicos estão em greve justamente porque ele NÃO APRESENTOU NENHUMA CONTRAPROPOSTA. Dissemos um grande NÃO a essa jogada indecente e votamos pela CONTINUIDADE DA GREVE. Não há nenhuma confiança nesse governo, que desde o primeiro mandato não cumpre o que fala. Estamos dando um basta no descaso com que esse governo trata o serviço público e seus trabalhadores.

Só se escuta que não há dinheiro; que de fato tem sido tirado do serviço público, mas segue sendo repassado para as empresas terceirizadas e os altos salários do prefeito, secretários, vereadores e comissionados. Ou seja, só não tem dinheiro para o reajuste dos servidores e para a manutenção dos serviços em condições dignas para o atendimento à população.

COM LUTA, COM GARRA, O AUMENTO SAI NA MARRA

A greve enfrentou sua primeira batalha: se eles pensaram em pressionar para enfraquecer a mobilização, respondemos com a resistência na luta. Mas ainda temos a guerra para vencer. Para isso é fundamental que sigamos unidos e fortalecidos. Nesse sentido, é necessário:

  • Abertura dos microfones para que os trabalhadores façam suas propostas para que sejam apreciadas, com defesas a favor e contra, e votadas pelo conjunto da categoria;
  • Intensificar as ações de convencimento para conquistas de novas adesões;
  • Tornar públicos os comunicados que oficializaram a greve junto à DRT e governo para que cessem de vez dúvidas em relação à legalidade da greve;
  • Presença diária da assessoria jurídica nas mobilizações, assegurando respaldo à categoria;
  • Convocação de assembleia com no mínimo 1 hora de antecedência para que todos possam se organizar para votar. Assembleia permanente não significa ser instantânea, é necessário que haja um tempo mínimo para que todos possam participar.

NENHUMA PROPOSTA QUE DIVIDA A CATEGORIA E QUE NÃO GARANTA O PAGAMENTO DOS DIAS PARADOS!

 

NENHUM TRABALHADOR FORA! NENHUM DIREITO A MENOS!

Uma consideração sobre “A greve continua!”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s