Redundâncias

“Após trocar ofensas com um jornalista durante a entrevista coletiva após a vitória por 3 a 1 sobre a Costa do Marfim , o técnico Dunga escapou de uma possível punição. A Fifa, por meio de seu porta voz, Pekka Odriozola, anunciou que não há nenhuma prova para abrir processo contra o treinador”. (http://www.espbr.com/noticias/dunga-escapa-punicao-ofensas-jornalista-22-junho-2010-03-08)

Subiu a subida com o fôlego sem ar. Chamaram-lhe de volta e desceu correndo a descida irregular. Olhou com os olhos marejados, suando um suor frio e molhado… Rezou uma reza que sabia desde pequeno, quando era criança. Pensou no quanto a persistência de vencer na vida persiste ainda agora em que ele próprio, já idoso, envelheceu. Orgulhoso, gritara em voz alta: “Sou um vitorioso vencedor!”. Abriu o portão e entrou dentro de casa. Sentou-se no sofá e abriu com as mãos o jornal no caderno de esportes. Ficou contente pela alegria de saber que o técnico da seleção não seria punido pelos xingamentos com que xingou o juíz porque este expulsara pra fora do campo o jogador que bateu com um soco no adversário do outro time. A reportagem dizia: “O comandante da Seleção Brasileira poderia ter sido enquadrado no artigo 57 do Código Disciplinar da Fifa. Nele consta que qualquer pessoa que ofenda alguém de forma ofensiva, corre o risco de sofrer sanções”.

M.S. (continua…)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s