O Ataque da informação

Por André Batista Lemos, do Blog Lemos Ideais

Ocorridas no decorrer dos tempos duas grandes guerras mundiais, revoluções político-sociais e tecnológicas . Deparamos, no século XXI, com a era da informação e do conhecimento. A disseminação da telefonia e dos programas virtuais da internet, imbricadas com novas tecnologias, em terreno fértil de integrações entre nações e culturas, sugere, um novo período histórico.
    
     As surpresas não param de ocorrer, as descobertas e invenções se apresentam de forma cada vez mais aceleradas. Fato comemorável não fosse à maneira mercantilizada em que se constrói a sociedade e a baixíssima média mundial de IDH (Índice de Desenvolvimento Humano), juntando-se, ao fato da péssima coordenação da produção, que afeta o mundo para além da contradição da relação capital-trabalho, com problemas climáticos sérios no meio ambiente. Tendo em destaque o sujeito provedor do marasmo social o imperialismo dos EUA.
     
     No âmbito político-social, especula-se uma possível guerra da informação. Um dos fatores é que a mídia convencional, com interesses particulares, está ameaçada com a nova leva de comunicadores e debatedores, via internet, e um exemplo claro é onda dos blogueiros. Mais críticos e inovadores disseminam conceitos e idéias.  A esta ala progressista de debatedores aliam-se aqueles que buscam as informações mais sigilosas, publicam e fazem com que não existam mais segredos geo-políticos e econômicos.
     
     O episódio intrigante do momento é o site Wikileaks criado pelo Australiano Julian Assange, cuja finalidade é a divulgação de documentos confidenciais (leaks=vazamento).  Só dos EUA são 250 mil documentos diplomáticos, de extrema importância como a correspondência, de Uribe, presidente da Colômbia aos EUA, demonstrando, a sua intenção de invadir as fronteiras da Venezuela em 2009.
    
     Este se tornou um dos temas mais discutidos nos últimos dias com a possibilidade de um novo paradigma: o de que nada mais é segredo na diplomacia. Fidel Castro faz o artigo “O Império no Banco dos Réus”, refletindo que o poderio bélico americano está ameaçado frente às informações. De forma ampla e geral, a tecnologia de informação tem forte influência em todos os setores da sociedade e das relações humanas. É notório no mundo do trabalho, no mundo da mídia, dos gêneros, das culturas e das finanças.

Uma consideração sobre “O Ataque da informação”

  1. Ressalvas apenas para o conceito de “era da informação e do conhecimento do século XXI”. É fato que vivemos um tempo em que o avanço tecnológico vertiginoso tem possibilitado um acesso igualmente vertiginoso às informações de todo tipo, mas esta não caracteriza necessariamente conhecimento, embora este se revista, por sua vez, de importância fundamental em nossos tempos, mas o conhecimento sistematizado como base para o progresso científico, tecnológico, social, cultural etc está estreitamente vinculado aos primórdios da era industrial (arriscaria a perguntar, inclusive: qual sociedade não se organizou em torno do conhecimento?). Não nos esqueçamos de Gutemberg, lá nos idos do Séc XV, com a invenção da imprensa, considerada um dos inventos mais importantes do modernismo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s